Menina de 13 anos encontra pai biológico e homem a obriga a usar vestido de noiva antes de estuprá-la e engravidá-la

24/02/2015
Existem 0 Comentários

Uma menina de 13 anos foi obrigada a usar um vestido de noiva pelo pai adotivo logo após conhecê-lo. O homem, em seguida, a engravidou após estuprá-la.

A história parece de um filme dramático, mas é real.

Hollie Davey, atualmente com 26 anos, conheceu o pai biológico, Paul Davey quando tinha metade de sua atual idade. Após o início da gestação, o homem ainda tentou executar um aborto na filha dentro de sua própria casa.

A tentativa não funcionou, e o homem levou a menina para realizar o aborto em um hospital.

Apesar disso, a menina acabou engravidando novamente do pai e teve outro filho. Devido à história, a criança foi levada para os cuidados fora do círculo familiar.

Moradora de Essex, na Inglaterra, Hollie se animou e começou a procurar seu pai depois de descobrir, na adolescência, que era adotada. Ela descobriu que a mãe biológica havia falecido, e decidiu, então, procurar pelo pai.

Depois de encontra-lo, decidiu abandonar os pais adotivos e foi morar com o biológico. Seu sonho começou a mudar algumas semanas depois de conhecê-lo, em outubro de 2001.

O homem a chamava de “menina especial do papai”, e a vestia de noiva a ordenando a agir como se fossem casados. O pedófilo ainda a obrigou a usar uma aliança no dedo.

Hollie teve três filhos após o incidente, e atualmente admite que jamais vai superar o que passou com o homem.

O primeiro encontro aconteceu quando Paul levou a filha para uma estrada deserta. Antes ele fingiu um jogo em casa, fotografando a menina usando roupas de noiva.

Menina estuprada pelo pai

Menina de 13 anos é estuprada pelo pai biológico após conhecê-lo

O estupro foi constante durante meses, até que a criança ficou grávida.

O homem a obrigou a ingerir álcool enquanto tentava realizar o aborto com uma agulha de tricô. A criança foi levada para o hospital após as tentativas falharem.

Hollie engravidou novamente do pai aos 15 anos, mas escondeu a gestação. Ela fugiu durante uma noite ao perceber que o pai havia deixado a porta de casa destrancada. O bebê nasceu posteriormente, e foi entregue para os serviços sociais.

5-1

Após anos de sofrimento, ela entrou para faculdade, e atualmente tem três filhos.

O homem foi preso por 16 anos com a ajuda da filha. “Eu nunca vou superar o que meu pai me fez”, disse ela.


Gostou? Compartilhe com seus amigos
f icon


Deixe um comentário
x